Turnê Mundo Bita em Goiânia 13/11

Pela primeira vez em Goiânia-GO, Show do Bita – Nova Turnê no dia 13 de Novembro às 16h no teatro SESI. Vai ser pura diversão!!!
Ingressos a venda: https://goo.gl/wV9EQE

14692037_1221566371252163_5305081121055844778_o

By Simone Araújo

Curta nossa página no facebook @acordeimae e nos siga no instagram @acordeimae_
Se inscreva no blog e receba por e-mail as novidades do mundo materno além de promoções e dicas acessehttp://www.acordeimae.com.br

Anúncios

Marca de fraldas cria cinto para fazer papais sentirem bebês , emocionante!

A gravidez é o momento da mulher, é não há quem duvide disso. Mas uma Huggies marca de fraldas resolveu dar aos papais uma chance de sentir os movimentos do bebê dentro da barriga, por meio de um cinto especial. A ideia é a seguinte: um lado do cinto fica ligado à barriga da mulher e a outra a do pai, que passa a sentir os ‘chutes’ do bebê.

Lindo e emocionante vale a pena assistir!

By Simone Araújo

Curta nossa página no facebook @acordeimae e nos siga no instagram @acordeimae_
Se inscreva no blog e receba por e-mail as novidades do mundo materno além de promoções e dicas acessehttp://www.acordeimae.com.br

Qual foi seu tipo de parto? Responda nossa enquete.

Pai desequilibra e cai de costas em cima de seu filho, matando a criança

Um vídeo divulgado pelo canal de televisão chinesa CCTV viralizou ao mostrar um acidente lamentável entre o pai e seu pequeno filho, de 5 anos de idade. As imagens captaram o momento em que o pai acidentalmente se desequilibra e cai de costas em cima de seu filho, matando a criança, que teve seu pescoço fraturado.

O caso aconteceu na cidade de Guangzhou, na China. As imagens são de uma das câmeras de segurança do supermercado onde eles estavam, que captou o momento exato do acidente. No vídeo, é possível ver o pai caminhando de mãos dadas com o filho dentro do supermercado. Os dois pareciam felizes de estarem juntos. E como é de costume das crianças, o menino arrumou uma maneira de se divertir com seu pai. O garotinho brinca de andar atrás de seu pai, dando as mãos a ele.

O homem segue andando na frente e o filho atrás; o pai anda devagar com os braços para trás, segurando o menino, e seguiam brincando os dois. Até que, ao supostamente descer um degrau, o pai parece ser puxado para trás pelo menino. O homem se desequilibra, tenta segurar, mas não consegue, caindo em cima da criança. Na queda, o peso atingiu a parte superior do corpo da criança e a cabeça. O homem tenta sair de cima rapidamente da criança, mas não consegue.

Uma mulher que estava no local corre e ajuda ele a se levantar. Em seguida, ela pega a criança caída ao chão, que parece estar desacordada e entrega no colo do pai. Este carrega o menino, dá uns poucos passos, coloca o menino novamente deitado no chão e se desespera, olha para a criança desacordada, sem saber o que fazer. O vídeo é interrompido neste momento.

Segundo informações do canal de TV, o garotinho foi socorrido e levado para um hospital da cidade, mas não resistiu ao ferimento, vindo a morrer logo em seguida. A causa da morte seria uma fratura na coluna cervical, o peso do corpo do pai da criança teria fraturado a região do pescoço do filho.

Como o mundo está reagindo

O vídeo viralizou, pois as pessoas que compartilharam queriam alertar aos pais sobre uma brincadeira inocente, mas insegura, que acabou vitimando a criança. Um alerta para que outros pais não vivenciem a dor e sofrimento desse pai que perdeu seu filho de maneira trágica. Em muitos comentários, as pessoas se mostraram chocadas com as imagens e sensibilizadas perante a dor deste pai. Alguns ainda comentavam o quão frágil era a vida humana, lamentando o ocorrido. Um usuário de uma rede social ainda ressaltou que o pai teria que conviver com esta dor eternamente.

 

 

Fonte:Blasting News

 

By Simone Araújo

Curta nossa página no facebook @acordeimae e nos siga no instagram @acordeimae_
Se inscreva no blog e receba por e-mail as novidades do mundo materno além de promoções e dicas acessehttp://www.acordeimae.com.br

Médico vira o bebê dentro do útero.

Bom dia Mamães,

Esse vídeo mostra procedimento no qual o médico vira o o bebê dentro do útero.

By Simone Araújo
Curta nossa página no facebook @acordeimae e nos siga no instagram @acordeimae_

Se inscreva no blog e receba por e-mail as novidades do mundo materno além de promoções e dicas acessehttp://www.acordeimae.com.br

Papais sentindo a sensação que nos mamães sentimos com chutes do bebê e o com a dor do parto

By Simone Araújo
Curta nossa página no facebook @acordeimae e nos siga no instagram @acordeimae_

Se inscreva no blog e receba por e-mail as novidades do mundo materno além de promoções e dicas acessehttp://www.acordeimae.com.br

Bebê norte-americana “nasce” duas vezes após tumor ser detectado na barriga

Imagem : Uol

Em muitos casos, pacientes que se curam de câncer dizem que “nasceram de novo”. No caso da pequenina norte-americana Lynlee Hope, contudo, a afirmação pode soar quase literal. Ainda como feto, a garota foi diagnosticada com um tumor e chegou a ser tirada da barriga da mãe antes de seu nascimento de fato.

Tudo começou na 16ª semana de gestação de Margaret Boemer, mãe de Lynlee. Em exames de rotina, médicos descobriram que o feto tinha um enorme e raro tumor próximo ao cóccix. Em pesquisas, os pais da garota descobriram que apenas quatro hospitais nos Estados Unidos já haviam feito com sucesso cirurgias em fetos com este tumor. Foi então que a peregrinação começou.

Margaret e seu marido, Jeff, foram a dois hospitais de Houston, no Texas, conversar com médicos. Em um deles, foram aconselhados a terminar a gravidez por causa do tamanho do tumor e dos riscos à saúde da mãe. Em outro, ganharam uma opção mais positiva, ainda assim realista: foi sugerido que fizessem uma cirurgia fetal aberta, com 50% de chances do bebê se salvar. Decidiram pela segunda alternativa.

Cirurgia dramática

Com o crescimento do tumor, que ficou praticamente maior do que o feto e sugava seu sangue, a mãe e o bebê foram submetidas à cirurgia na 23ª semana de gravidez. A operação foi praticamente como um nascimento antecipado. Os médicos cortaram a barriga de Margaret e retiraram seu útero. O problema é que o tumor era tão grande que uma enorme incisão teve que ser feita.

Darrell Cass, co-diretor do hospital que realizou a operação, em entrevista publicada pela CNN

A cirurgia, que durou mais de cinco horas, culminou em mais de 90% do tumor removido do feto. Em muitos momentos da operação, o coração de Lynlee praticamente parou. O então feto passou por reanimações e recebeu até transfusão de sangue, segundo relato da mãe publicado em site no qual faz vaquinha para pagar os custos do tratamento. Eles já conseguiram US$ 4.520 dos US$ 10,5 mil que pediram.

O final feliz

Após a cirurgia, o feto foi colocado de volta na barriga da mãe. Aí bastou esperar. Margaret ficou no hospital por mais uma semana, enquanto Lynlee se recuperava. Nos três meses seguintes, a mãe e o bebê seguiram descansando em uma clínica com o acompanhamento de profissionais. No dia 6 de junho, Lynlee nasceu oficialmente.
Agora, a pequenina garota já está com quatro meses. O caso chegou à mídia norte-americana, com reportagens se espalhando por sites e redes de televisão dos Estados Unidos. A mãe espera que o caso dê mais esperança a outras crianças que sofrem do mesmo problema.

Margaret Boemer, em sua página no Facebook

Fonte: http://www.uol.com.br

Afogamento Secundário: Morte de Menino 1 Hora após Banho de Piscina serve de Alerta aos Pais!

 

Você já ouviu falar em afogamento secundário e afogamento seco? Pois eles existem e podem acontecer com adultos e adolescentes, mas as crianças são mais propensas a desenvolverem o quadro.

No afogamento seco, quando a criança respira a água, a laringe pode ser fechada por espasmo e isso interrompe as suas vias aéreas. Dessa forma a respiração fica muito difícil e a entrada de oxigênio nos pulmões é interrompida. Porém, o coração continua a bombear sangue para os pulmões e é neste evento que a pessoa pode se afogar com os seus próprios fluidos.

No afogamento secundário, a água aspirada fica nos pulmões acumulada e causa um edema pulmonar.

Sintomas

Os sintomas dos dois tipos de afogamento são os mesmos. O que difere é que no “seco” eles começam logo após algum incidente com água. O “secundário” pode iniciar mais tarde, entre 1 e 24 horas depois de alguma brincadeira na piscina, mar ou lago.

Os sintomas são:

  • Tosse
  • Dor no peito
  • Dificuldade para respirar
  • Cansaço extremo
  • Mudança de comportamento, como irritabilidade ou queda de energia que corresponde que o cérebro não está recebendo oxigênio suficiente.

Quando você passa um dia na piscina ou no mar, é apenas normal que você se sinta exausto e sonolento, especialmente se você é uma criança e esteve extremamente ativa durante todo o dia.

É exatamente por isso que Cassandra não suspeitou de nada quando seu filho lhe disse que ele precisava dormir quando chegou em casa depois de passar o dia na piscina.

Johnny, foi para a cama após o dia cansativo e sua mãe não poderia imaginar que alguma coisa estava errada com ele. Ela foi ver seu filho depois e ficou surpresa com o que viu. A criança tinha espuma na boca e tinha dificuldades para respirar.

Imagem : Saúde Curiosa

Depois de levá-lo ao pronto socorro imediatamente, a mãe foi informada de que seu filho havia sofrido um “afogamento secundário”.

Embora seja raro, o “afogamento secundário” pode ser fatal se os sintomas de alerta forem ignorados. Sempre que alguém (crianças e adultos) inala, até mesmo uma pequena quantidade de água (piscina, lago ou mar) pode irritar os pulmões e causar o edema.

Normalmente há uma pequena quantidade de água nos pulmões quando ocorre o afogamento secundário, mas a pequena quantidade de líquido é suficiente para prejudicar a capacidade dos pulmões de fornecer oxigênio para a corrente sanguínea.

O que fazer se isso acontecer com o seu filho

Se notar que ele tem algum dos sinais citados acima você precisa levá-lo ao hospital. Não adianta ir ao consultório do pediatra, pois, alguns exames e procedimentos serão necessários e serão feitos apenas numa sala de emergência.

Normalmente os problemas são tratáveis e precisam de ajuda médica. Não existe um medicamento para curar esses tipos de problemas. No hospital a criança terá um suporte para verificar se suas vias respiratórias estão desobstruídas e terá monitoramento do nível de oxigênio. Caso seja necessário, a criança usará um tubo de respiração.

Como prevenir

A principal coisa a ser feita é sempre estar de olho nas crianças enquanto elas estiverem brincando na água ou perto de um local que tenha água. Nunca as deixe sozinhas, mesmo que pareça seguro ou que a quantidade de água seja pouca.

Foto: Saúde Curiosa

Uma criança pode se afogar com 2,5 centímetros de altura de água dentro de um balde, banheira, piscina de plástico ou vaso sanitário, por exemplo.

Matricule seu filho em aulas sobre segurança na água. Existem classes para bebês a partir dos seis meses de idade. Não esqueça de usar colete salva-vidas neles e sempre os deixe nadar perto de locais onde tenham profissionais de resgate, caso haja um afogamento.

Para quem tem piscina em casa, a atenção é para que cercas de segurança sejam colocadas ao redor dela e verificar se o acesso esteja sempre bloqueado.

Quando o assunto é adolescente, os pais devem explicar aos filhos sobre o perigo de afogamentos relacionados ao uso de drogas e bebidas alcoólicas.

Os telefones para emergência são: 193 – Corpo de Bombeiros, e 192 – Samu.

Por favor, não deixe de compartilhar este alerta para o máximo de pessoas possíveis! Você pode estar salvando vidas espalhando esta notícia.

 

Fonte: Saúde Curiosa Afogamento Secundário: Morte de Menino 1 Hora após Banho de Piscina serve de Alerta aos Pais! | Saúde Curiosa

By Simone Araújo
Curta nossa página no facebook @acordeimae e nos siga no instagram @acordeimae_

Se inscreva no blog e receba por e-mail as novidades do mundo materno além de promoções e dicas acessehttp://www.acordeimae.com.br

Mãe prefere parto em casa, filha morre e revolta médicos

Bom dia Mamães,

Minha modesta opinião, quer fazer o parto domiciliar tudo bem, contrate o obstetra, enfermeira , uma doula ( parteira) e uma ambulância com UTI completa a disposição em caso de emergência. Caso contrário não o faça!

Uma menina morreu logo após o parto realizado dentro de uma residência, em Ponta Grossa. A morte aconteceu nesta terça-feira (18) no bairro de Nova Rússia. A criança pesava 4.465 quilos e media 57 cm

Fonte: Mãe prefere parto em casa, filha morre e revolta médicos

By Simone Araújo
Curta nossa página no facebook @acordeimae e nos siga no instagram @acordeimae_

Se inscreva no blog e receba por e-mail as novidades do mundo materno além de promoções e dicas acessehttp://www.acordeimae.com.br